Search

sobre o projeto

Cannabis Hoje

Cannabis Hoje nasceu para te contar tudo o que você precisa saber a respeito do universo canábico.

O que antes tava meio turvo ou escondido debaixo do tapetão do tabu, aqui a gente te conta de maneira simples e direta, para que você seja senhora ou senhor do seu próprio corpo, da sua mente, da sua vida.

A cannabis vem (re)conquistando seu espaço no mundo a passos largos e embora no brasil ainda tenhamos uma legislação atrasada, que basicamente tira da população o direito de melhorar sua qualidade de vida, a mudança já é uma realidade. é só questão de tempo.

E quando essa hora chegar, você vai estar bem informado para ser o seu próprio xamã. aquela pessoa que se conhece e conhece as ferramentas que necessita. aquela pessoa preparada para se ajudar, ajudar um amigo ou alguém da família. aquela pessoa desperta e consciente.

É mucho loco pensar que os benefícios de uma planta tão antiga quanto a própria civilização ainda sejam desconhecidos para tanta gente. por isso, contextualizar e educar sobre os usos industrial, medicinal e recreativo da cannabis é o nosso compromisso contigo.

sobre mim

Anita Krepp

Foi quando escutei o coração que eu destravei e arrisquei abraçar o meu sonho de informar você sobre cannabis.

Olhando agora parece até óbvio: uma jornalista que enfrentou crises de pânico e se "curou" com CBD, se aproximou do tema e decidiu se especializar para compartilhar seus descobrimentos.

... mas quê?

Nada disso era óbvio pra mim, que fui repórter de economia, cidades e cultura, temas mais corriqueiros, digamos assim, na folha de S.Paulo.

Por muito tempo não acreditei que era possível cobrir profissionalmente um assunto espinhoso como a cannabis.

Só que não teve jeito, eu percebi a mudança em mim quando tratei as crises de pânico, logo de cara, tirando o THC de cena e colocando o CBD no lugar e quando aprendi que a proporção de canabinóides e a variedade da planta são fatores chave no tratamento com cannabis.

O zóinho brilhava e eu mergulhava mais: conheci o setor, conheci outros pacientes, médicos, uma comunidade de especialistas no mundo inteiro, comecei a plantar minha própria farmácia e quando vi, tava todinha envolvida nessa missão.

Só que, gente, não estou aqui para militar. inclusive, só me autorizei a encarar esse desafio profissional como jornalista quando senti que informar sobre cannabis com imparcialidade é possível: a ciência terá sempre lugar cativo por aqui.

Eu só agradeço a oportunidade de ser mais um canal que investiga, analiza e contextualiza a cannabis pra você.